sábado, 12 de abril de 2008

Muitos passarão, outros tantos passarinho

Hoje eu não vivo só... em paz, hoje eu vivo em paz sozinho


E se o Teatro Mágico tivesse vindo, tudo seria diferente...ou não.

Um dia como outro qualquer, onde coisas acontecem no mais brando desencadear dos fatos.

Me entregando a tudo que preciso, me permitindo dormir o quanto preciso, respeitando a mim mesma, aos meus espaços, as minhas dúvidas e deixando que sejam.

Não, eu não vou me arrepender. Sim, tudo vai continuar como antes. Tem coisas que nunca mudam.

E eu não tenho como prever quais vão ser meus próximos passos.


"- Eu gosto de bichos, devia ter feito veterinária.

- Eu gosto de gente mesmo.

- É Camilinha, nunca vi ninguém conhecer gente de todos os tipos que nem você."



As vezes é tanta informação, que o melhor é usar presentinhos do irmão e rir.




"
Que o teu afeto me afetou é fato
Agora faça me um favor

Um favor... por favor

A razão é como uma equação
De matemática... tira a prática
De sermos... um pouco mais de nós!"

(O Teatro Mágico)

Um comentário:

_peron. disse...

em compensação, o desencadear dos fatos da manhã de domingo não foram NADA brandos hahaha.
é, talvez você não tenha se arrependido...então tá jóia.
"aja naturalmente..." rs bjs.