domingo, 14 de março de 2010

o que é

Era pra ser sobre literatura. Sobre coisas que tenho lido e o tão pouco que tenho escrito. Era pra usar umas frases do Mário Sabino dizendo qualquer coisa que fizesse um link de literatura boa com angústia. Qualquer coisa que faria um bom efeito pra justificar a minha ausência. E iria divagar sobre as angústias próprias e alheias e fazer comentários supérfluos, dignos de serem jogados na lixeira pelas poucas pessoas que gastam algum tempo lendo isso aqui. Era pra ser sobre mim, mas tenho percebido que não consigo mais falar de mim sem falar de você.

São quase seis meses. De poucos textos, alguns depoimentos, muitas mensagens de celular e milhares de minutos ao telefone. Seis meses partidos ao meio pela distância de tantos dias. Meio ano de respeito, carinho, amor, dedicação. E já não quero mais pensar em viver sem. Já não penso. Já entreguei os pontos de todo o medo e insegurança que me rodearam no princípio. Já não sei mais fazer planos que não incluam você.

E em meio a mudanças repentinas, cidades pequenas e megalópoles, carros, ônibus e aviões, em meio às angústias em relação a finanças, empregos e carreira profissional, fica o que não se acaba, o que não desgasta, o que só faz crescer a cada dia. Fica o seu cheiro no travesseiro que eu não quero que a camareira troque. Fica o seu sorriso no porta retrato. Fica sua voz ressoando na minha cabeça e a lembrança do gosto, da pele, do gozo. Fica o que me faz melhor a cada dia. Fica você. Ficamos nós.

Eu não sei o que nos espera e prefiro seguir com minha crença no acaso. Prefiro saber que o que chegou até aqui dependeu de uma construção constante, diária. Prefiro saber que nossos esforços são suficientes para manter e fazer crescer uma relação que só nos faz bem. (mas que os santos continuem abençoando e abrindo os nossos caminhos). Prefiro escrever menos e ser mais feliz. Bons textos são sempre fruto de uma boa imaginação. Que minhas angústias sejam só imaginárias então.

2 comentários:

Cynthia disse...

Que mensagem Linda, meu Amor!!!
Concordo com tudo que você escreveu...
e vamos seguindo, construindo o nosso amor!
P.S.: Foto roubada, neh!

Diwerpel disse...

oinnn
(L)

saudade porra