quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Eu também - O que não cabe em um depoimento

Saudades do cheiro, do gosto, da pele. Da voz, do beijo, do afago nos cabelos. Da risada, da testa franzida, do carinho na nuca. Do jeito, do gesto, das mãos. Saudades das piadas, das conversas, da compreensão. Também te queria aqui pra me dar colo quando eu chego do trabalho. Pra te dar colo na hora de dormir. Talvez algumas coisas sejam mais fáceis pra mim, já que no meu caso tudo é novidade. Não sei como seria se quem partisse fosse você. Mas ando cansada de pensar em "como as coisas seriam se..." Melhor pensar em como estão sendo, não é? Pensar que ao menos temos várias horas ao telefone diariamente a uma tarifa mega reduzida. Pensar que em três horas eu tô aí ou você aqui. Pensar que não faz nem uma semana ainda e eu já estou indo. É difícil. E tem horas que a vontade é de largar tudo e sair correndo. Passar naquela porta na hora do almoço e não voltar mais. Mas nada disso iria adiantar. Você diz que superada essa fase, nada mais separa a gente. Eu tenho medo de palavras como "nunca", "nada", "sempre"... principalmente se vierem acompanhadas por um "mais". Mas confesso que gosto da idéia e desconfio que possa ser verdadeira. A cada dia que passa vejo as coisas mais sólidas, mais certas, mais maduras e maiores. Nada diminuiu desde que eu te conheci. E é muito bom poder pôr em prática todas as minhas teorias sobre uma relação ideal. Não somos perfeitas. E o melhor é que a gente sabe disso. Eu te amo. Cada dia mais. Sabe a história da bicicleta?

4 comentários:

Cynthia disse...

Na verdade, as tarifas nem são tão reduzidas assim...mas Eu Amo mt assim mesmo!!! E vou amar SEMPRE...vou largar NUNCA, NUNCA MAIS..."porque Amor igual a esse, eu nunca vi"

thalita peron disse...

ô coisa linda, gente!!

postei um depoimento também, só depois vi o título do seu post.
pura coincidência.

já conhecia 'dessas coisas', mas tem tempo que não leio.

bjs

Camila Damasceno disse...

Ainda não compramos a bicicleta, mas o casamento já fez 04 meses! te amo a cada dia mais. é uma delícia ler posts antigos.

Anônimo disse...

Agora, já é mais de um semestre de casamento...e a vontade de ficar perto, sentir o cheiro da nunca, o gosto da boca...só crescem, aqui dentro do peito! Te amo muito e vou amar sempre...sempre...mais e não largo nunca mais!!!
P.S.: E as bicicletas...já chegam...
Cynthia