sábado, 10 de julho de 2010

Por tão pouco

Ainda não tinha pensado em você com cuidado. Depois da notícia, tentei me lembrar das últimas vezes que nos esbarramos por aqui, das palavras que trocamos, do abraço apertado, do contentamento de termos descoberto uma amiga em comum. Tento sempre fugir desses clichês, mas eles me batem na cara quando vejo sua foto no orkut me lembrando que semana que vem seria seu aniversário. Não quero ficar triste, quero lembrar de você com a calma que você falava sempre, com a tranquilidade e o olhar a parte de tanta coisa. E é bom saber que deu tempo para tanta coisa, tantos lugares, tantas pessoas. Acho que não fico triste porque me lembro que quando te vi, você estava muito feliz e fiquei feliz por você. "Lembrar é uma forma de sempre manter vivo". Vou lembrar de você sempre. Vou sempre me lembrar de ser feliz hoje. Porque a morte não olha a certidão de nascimento antes de te beijar.

2 comentários:

Julia disse...

que lindo....

luizah_ disse...

liindo mesmo! esse final, é a mais pura verdade. ;x